segunda-feira, 30 de junho de 2008

Questão

Como é que se explica a uma criança o facto de existirem pessoas que se fazem explodir a elas próprias com o objectivo de matarem outras pessoas?


segunda-feira, 9 de junho de 2008

...e mais outro trecho




É ainda muito jovens que decidimos o curso académico, a profissão a seguir, casamos e temos filhos. Tudo isto, sem o conhecimento e a maturidade que só mais tarde alcançamos. Se juntarmos este aspecto a todo um conjunto de influências e determinismos duma sociedade cada vez mais global, é muito difícil que cada indivíduo seja totalmente ele próprio…

Mais um trecho


Há aqueles que não vencem a inércia do seu trajecto e seguem o seu caminho. Outros, decidem romper com a sua história e desviam para outro percurso não olhando a consequências e meios. Ainda há aqueles que só demasiado tarde se apercebem do equívoco da sua vida e já sem forças para a inflectir, decidem com amargura, ir até ao fim.

Bactéria

Desmaios, tonturas, náuseas, falta de apetite. São sinais ou sintomas que o corpo apresenta como aviso que algo está mal.
Um pai, ao ver uma filha com esta sintomatologia entra imediatamente num processo de angústia cáustico.
- O que é que ela terá?
Raramente pensa que é algo passageiro e sem importância. Os seus receios transformam-se em medos e a produção de suco gástrico começa a fazer-se sentir.
Ela volta a desmaiar. Desta vez, nos seus braços. O seu corpo inanimado não responde aos estímulos que lhe dá. O ritmo cardíaco do pai aumenta de tal forma que o coração parece não ter espaço suficiente no seu tórax. O peito dói-lhe. À medida que o tempo passa e a situação não se inverte, o seu corpo é invadido de tremores e de cólicas que o limitam cada vez mais
- O que é que ela terá?
O médico, passa um número infinito de análises e exames.
- Ela só pode estar com um problema grave…

Os resultados estão prontos. O médico demora-se muito mais tempo na avaliação da TAC.
- A TAC à cabeça mostra qualquer coisa…
Passa uma Ressonância Magnética. Exame que permite avaliar com mais exactidão a tal “coisa”.
A Ressonância Magnética fica pronta em vinte e quatro horas. Vinte e quatro horas de dúvida, angústia e sofrimento.
Ele toma consciência que as coisas começam a perder sentido. O mundo parara à beira dum precipício e está quase a precipitar-se. Bastaria a tal “coisa” para que tudo se desmoronasse. Mesmo sem acreditar em Deus, pede-Lhe ajuda. Roga-Lhe para que não seja nada…
O intercomunicador do médico soa e o nome da filha é transmitido. O mundo estava prestes a acabar. O chão parecia fugir-lhe. Cada passo que ele dava agudizava mais a dor que entretanto lhe apareceu na bexiga e nos intestinos.
- A Ressonância não revela nada de especial. Está tudo bem com a sua filha. Quase de certeza que ela tem uma bactéria no estômago que está a provocar-lhe isto…
O pai agarrou-se à filha. Beijou-a várias vezes disfarçando a sua alegria infinita. Agradecido a não sabe quem, saiu do consultório do médico com um sentimento estranho de alinhamento e de oportunidade.
...
Ainda hoje não disse à minha filha que o meu mundo foi salvo recentemente por uma bactéria...